Menu

Associados

Ibovespa renova máximas e retorna aos 85 mil pontos

Imagem retirada de https://e-dou.com.br/2017/06/como-funciona-ibovespa/ Imagem retirada de https://e-dou.com.br/2017/06/como-funciona-ibovespa/

O Ibovespa abriu a sessão de negócios desta quinta-feira, 10, renovando máximas e conseguiu retomar os 85 mil pontos em meio ao enfraquecimento do dólar, que depois de quatro altas seguidas, cede ante a maioria das moedas no exterior. Às 11h07, o índice à vista da Bolsa brasileira tinha alta de 0,99% aos 85.101,50 pontos e o dólar à vista recuava 1,16%, a R$ 3,5558.

Um dos limitadores para a alta do índice neste início de pregão é o desempenho negativo das ações do Banco do Brasil que recuam 2,81% entre a alta dos outros papéis do grupo de blue chips.

De acordo com Luiz Mariano De Rosa, sócio da Improve Investimentos, o leve recuo na cotação do dólar e a falta de fatos relevantes econômicos no front doméstico e no exterior, favorecem o apetite para a ponta compradora.

"Neste patamar do dólar, a Bolsa brasileira está barata e atrativa e isso favorece o fluxo de investidores estrangeiros para cá e o aumento do volume de negócios como visto ontem", afirmou o especialista em renda variável.

Na manhã desta quinta, o petróleo se valorizava em meio a relatos de que Israel bombardeou posições iranianas na Síria e também diante das expectativas de que os Estados Unidos restabeleçam sanções econômicas ao Irã nos próximos meses, comprometendo a oferta da commodity de um dois maiores produtores do Oriente Médio. No entanto, pouco antes do fechamento deste texto, inverteu a trajetória em sinal de correção das máximas atingidas. Ainda assim, as ações da Petrobras mantinham fortes altas, sendo 2,76% (ON) e 1,94% (PN) às 11h13.

Já o minério de ferro subiu 0,56%, para U$ 66,83 no porto de Qingdao, na China.

Para De Rosa, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mais baixo (0,22%) contribui para as expectativas de queda de 0,25 ponto porcentual da taxa básica de juro e pode influenciar positivamente sobre as ações de empresas de varejo, por exemplo.

Lá fora, o índice de preços ao consumidor (CPI) dos Estados Unidos ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam alta de 0,3% do CPI. Na comparação anual de abril, porém, o CPI teve alta de 2,5% e seu núcleo avançou 2,1%. Neste caso, as projeções eram de +2,5% e de 2,2%, respectivamente.

fonte: Udop, com informações do Estadão Conteúdo (texto extraíto do portal Universoagro)

Newsletter

Cadastre-se em nosso informativo e mantenha-se atualizado.

Associados