Menu

Associados

Cobre sobe com sentimento positivo em relação à China

Imagem: SXC Imagem: SXC

Os futuros de cobre operam em alta na manhã desta segunda-feira, em meio à melhora do sentimento em relação à China, apesar de indicadores recentes que decepcionaram analistas.

Por volta das 6h20 (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) avançava 0,59%, a US$ 5.602,00 por tonelada.

Na Comex, a divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para julho tinha alta de 0,71%, a US$ 2,5420 por libra-peso, às 7h30 (de Brasília).

Os últimos números da China mostraram que a produção industrial e as vendas no varejo da segunda maior economia do mundo cresceram em ritmo mais fraco em abril. Os dados chineses, no entanto, foram ignorados pelos mercados de metais, segundo analistas da corretora Marex Spectron.

“Um pouco do cinismo em relação à China está chegando ao fim”, explicou Nitesh Shah, estrategista de commodities da ETF Securities.

Shah citou recentes injeções líquidas de capital na China, que ajudaram a diminuir um pouco as pressões monetárias, assim como um acordo comercial anunciado na sexta-feira entre os governos chinês e dos EUA. Segundo Shah, o acordo ajudou a impulsionar o complexo de commodities de modo geral.

A China é o maior consumidor mundial de metais básicos.

Entre outros metais na LME, os ganhos eram generalizados: o alumínio subia 0,90% no horário citado acima, a US$ 1.902,00 por tonelada, enquanto o chumbo avançava 0,82%, a US$ 2.141,50 por tonelada, o estanho aumentava 0,28%, a US$ 19.880,00 por tonelada, o zinco ganhava 0,86%, a US$ 2.573,00 por tonelada, e o níquel tinha valorização de 0,53%, a US$ 9.080,00 por tonelada.

fonte: IstoÉ Dinheiro, com informações do Estadão Conteúdo (texto retirado da Dow Jones Newsiwres)

Newsletter

Cadastre-se em nosso informativo e mantenha-se atualizado.

Associados